Semana sobre Sustentabilidade e Resíduos Sólidos - Os “erres” que reciclam nossos hábitos.

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

23 julho 2012


A questão dos resíduos sólidos envolve a mudança de hábitos que há muito tempo estão arraigados em nossa sociedade. Para facilitar esta tarefa, a educação ambiental criou o conceito dos 3Rs – reduzir, reutilizar e reciclar, três palavrinhas que ajudam a lembrar o que cada um de nós precisa fazer na hora de tratar do problema. O sucesso da fórmula foi tão grande que hoje já se fala em 7Rs. Veja abaixo.

Repensar

Não tomar atitudes por impulso, ou seja, analisar a necessidade da aquisição, tendo como princípio, o questionamento sobre o que é fundamental.

Recusar

Ao concluir que determinado consumo é desnecessário, a atitude mais sensata é recusar a oferta. Isto vale para as atitudes mais simples, como recusar um folheto, entregue no farol.

Reduzir

Este é o princípio do consumo racional, sem excessos. Exige que não se adquira algo que não será utilizado ou consumido.

Reparar

Verificar, antes de destinar algo ao lixo, se tem conserto. A atitude pode sair mais barata e ainda contribui com a redução de resíduos.

Reutilizar

Um mesmo objeto pode ter múltiplas funcionalidades, sem agredir o meio ambiente. Por exemplo, uma garrafa PET pode se transformar em vaso.

Reciclar

Significa transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo (metais, papéis e papelões, plásticos, vidros), mas depende da separação para a coleta seletiva.

Reintegrar

É uma ação relacionada a alimentos e outros produtos orgânicos, que podem retornar à natureza. Um dos principais meios é a compostagem, para a produção de adubo.

Cada brasileiro gera mais de 1 quilo de resíduos por dia

De acordo com o IBGE, cada um de nós geramos em média 1,1 quilo de RSD, isto é, resíduos sólidos domiciliares. No caso dos resíduos industriais (RSI) esse volume é calculado em 97,6 milhões de toneladas por ano, de acordo com o Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Deste total, 93,8 milhões são perigosos.

O Brasil gera diariamente uma montanha de 183 mil toneladas de resíduos

A meta é ter um inventário nacional para o conjunto de resíduos produzidos pela indústria, a partir do Cadastro Técnico Federal (CTF), até 2014, que será atualizado a cada dois anos. As empresas potencialmente poluidoras e usuárias de recursos naturais serão obrigadas a enviar seus dados sobre resíduos sólidos.

Conheça o ciclo dos resíduos

Quase 90% das residências contavam com o serviço de coleta regular em 2009, segundo dados do Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Considerando apenas a área urbana, a coleta supera o índice de 98%. Já nas áreas rurais, não chega a 33%.

Do total de 94,3 mil toneladas por dia de resíduos orgânicos coletados naquele ano, somente 1,5 mil ton/dia, isto é, 1,6% é encaminhado para tratamento via compostagem. Apenas 211 municípios brasileiros possuem unidades de compostagem, a maioria nos Estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Em todo o país, cerca de 188,8 mil ton/dia de resíduos domiciliares e públicos recebem como destinação final os aterros sanitários, aterros controlados, vazadouros a céu aberto (lixões), unidades de compostagem, unidades de triagem e reciclagem, unidades de incineração, vazadouros em áreas alagáveis e outros locais de destinação (IBGE, 2010).

Fonte: Cartilha Sebrae Gestão de Resíduos Sólidos
Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲