Resenha NBR ISO 14010 – Diretrizes para Auditoria Ambiental – Princípios Gerais

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

31 outubro 2011


Resenha elaborada pelos alunos: Ana Carla Dias Fontana, Camila Sampaio e Franklin do Carmo Oliveira. Centro Universitário Jorge Amado - UNIJORGE. Curso Superior Tecnológico em Gestão Ambiental. 4º semestre. Disciplina: Auditoria e Perícia Ambiental. Profª Msc. Luciana Mello. Salvador, 12 Setembro de 2011.

Tema: NBR ISO 14010 – Diretrizes para Auditoria Ambiental – Princípios Gerais

A ISO 14010 aborda os princípios gerais, as definições aplicáveis e os requisitos para a realização de uma auditoria ambiental. Esta norma, segundo Campos e Lerípio (2009), foi válida até 2002, juntamente com a norma de auditoria da série ISO 9000, pois neste mesmo ano foi lançada a norma ISO 19011 – Diretrizes para Auditoria de Sistema de Gestão da Qualidade e/ou Ambiental. A nova norma, também segundo Campos e Lerípio, trouxe maior flexibilidade das qualificações de um auditor e seleção da equipe de auditoria e tornou mais aplicável as auditorias unificadas, minimizando o vazio entre as ferramentas do sistema de gestão da qualidade e ambiental.
Na ISO 14010 são descritos os princípios gerais da metodologia de Auditoria Ambiental proposta que incluem várias recomendações que vão desde os objetivos definidos entre cliente e responsável pela auditoria, formação de membros de equipe, confiabilidade e sigilo do processo, sistematização do processo, constatações de campo, análise dos resultados até o relatório final (DONAIRE, 2010). Na norma apresenta definições referentes à auditoria ambiental, porém a ISO 19011 possui mais definições na qual deixa mais claro o processo de uma auditoria.
Nesta norma de Auditoria Ambiental contempla informações que em uma auditoria deve ser verificado o conjunto das políticas, as práticas, os procedimentos e os requisitos utilizados pela empresa auditada e estes são comparados com as evidências (registros ou fatos que provam que o descrito está sendo realizado de forma correta), e em seguida é feita a avaliação das evidências, comparando com os critérios da auditoria, indicando a “conformidade” ou a “não conformidade” com tais critérios, contudo, deveria conter nesta norma que o auditor pode sugerir oportunidades de melhoria para a empresa auditada.
O relatório de uma auditoria ambiental, segundo a ISO 14010, é um dos princípios gerais da norma, entretanto, as informações sobre esse relatório deveria somente estar contido no item 5.4.1 e 5.4.2 da ISO 14011 que descreve preparação e o que deve conter em um relatório de auditoria ambiental.
As informações contidas na ISO 14011, juntamente com as demais normas da série ISO 14000 que trata de auditoria ambiental, deixam algumas lacunas sobre o processo da auditoria ambiental que com o lançamento da ISO 19011 em 2002 foram preenchidas.

Referências

CAMPOS, Lucila Maria de Souza. LERÍPIO, Alexandre de Ávila. Auditoria ambiental – uma ferramenta de gestão. Ed. Atlas. 2009. p. 63, 64, 66.

DONAIRE, Denis. Gestão Ambiental na Empresa. Editora Atlas. 2ª edição. São Paulo. 2010. p. 128.

NBR ISO 14010 – Diretrizes para Auditoria Ambiental – Princípios Gerais.

NBR ISO 14011 – Diretrizes para Auditoria Ambiental – Procedimentos de Auditoria - Auditoria de Sistemas de Gestão Ambiental.

NBR ISO 14012 – Diretrizes para Auditoria Ambiental – Critérios de Qualificação para Auditores Ambientais.

NBR ISO 19011 – Diretrizes para Auditorias de Sistema de Gestão da Qualidade e/ou Ambiental.

Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲