10 Caminhos para frear a Destruição do Planeta Terra!

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

31 outubro 2011


Evitar e combater duramente o desmatamento – principal causa de emissão de gases poluentes no Brasil. Isso polui a atmosfera de duas maneiras: pela queima das plantas ou pela sua decomposição natural depois do corte. Em ambos os casos, são lançados gases que aumentam o efeito estufa.


Rever os padrões arquitetônicos para aumentar o uso de iluminação e ventilação naturais em casas, escritórios e edifícios em geral. Isso é capaz de promover uma ampla redução no consumo de energia elétrica ao diminuir a necessidade de uso de lâmpadas elétricas e aparelhos de ar-condicionado.



 Utilizar combustíveis alternativos em processos industriais. Em vez de usar carvão para gerar calor, pode-se empregar resíduos agrícolas (como cascas de arroz ou bagaço de cana). Como as plantas captam carbono do ambiente para se desenvolver, o carbono liberado durante a queima de seus resíduos não representaria um acréscimo de fato nos níveis de poluição.


Dar preferência ao transporte coletivo, como ônibus ou metrô, em detrimento do uso individual de automóveis. Para curtas distâncias, ir a pé é a melhor alternativa.


Aumentar a eficiência da produção industrial, usando uma menor quantidade de energia para produzir uma mesma quantidade de artigos. Essa recomendação é mais difícil de ser implementada em países desenvolvidos, onde os parques industriais já são mais eficientes, sendo mais fácil de adotar em regiões em desenvolvimento.


Estimular a substituição dos combustíveis fósseis por fontes alternativas, à base de biocombustíveis, e aumentar consideravelmente os investimentos em transporte público. Limitar o acesso de automóveis a centros urbanos é uma opção.


Utilizar o gás que emana naturalmente do lixo em aterros sanitários e utilizá-lo como biogás para gerar energia, poupando outras fontes mais poluentes, como combustíveis fósseis.



Dê preferência a técnicas naturais de manejo agrícola em vez de empregar fertilizantes em grande quantidade.


Restringir o uso de veículos ineficientes, que emitam uma alta carga de poluentes na atmosfera para circular, e estimular a renovação da frota.
Modificar a matriz energética do país substituindo fontes mais poluidoras, como termelétricas à base de carvão, por pequenas hidrelétricas, parques eólicos e outros recursos de menor impacto.

Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲