Grupo de vândalos invade zoológico na Polônia e provoca morte de girafas.

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

15 maio 2012

Baderneiros destruíram placas e esculturas e jogaram pedaços nos animais. Duas girafas fêmeas morreram em decorrência do estresse, diz diretor.

Duas girafas de um zoológico na cidade polonesa de Lodz morreram de estresse depois que um grupo de vândalos invadiu o local e provocou baderna na madrugada do último domingo (13), informou a administração. Dentro do zoo, o grupo destruiu cercas, sinalizações e esculturas, e ainda jogou nos animais os pedaços das peças destruídas.

O local não possui câmeras de vigilância, o que deve dificultar a identificação dos responsáveis. Os guardas do zoológico disseram não ter percebido nada fora do comum. Uma das girafas morreu horas depois do incidente, e a outra foi encontrada morta no domingo, já durante a manhã.

"A autópsia da primeira girafa, uma fêmea de 3 anos de idade, encontrou uma ruptura na válvula do coração e machucados, sinais de uma séria reação de estresse", afirmou o diretor Wlodzimierz Stanislawski. Segundo ele, a segunda girafa, uma fêmea de 6 anos, já estava um pouco adoentada antes da invasão, e parece que o estresse agravou suas condições."Girafas são extremamente tímidas. O estresse causa uma resposta imediata nelas, elas reagem da mesma forma a qualquer barulho diferente do normal", disse Stanislawski.


DÊ UM CURTIR E AJUDE A DIVULGAR ESSA NOTÍCIA
Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲