Cadela é agredida a pauladas pela dona em Cajazeiras.

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

17 fevereiro 2014


Uma cadela ficou gravemente ferida após ser espancada a pauladas pela própria dona no bairro de Cajazeiras, em Salvador, no último final de semana. Vizinhos informaram que a agressora foi uma mulher identificada como Jeane Brito Silva. O animal foi resgatado, após denúncias, por voluntários da ONG Célula Mãe, no sábado, 15, e levado para uma clínica veterinária em Vila de Abrantes, no município de Camaçari, onde está internada.

Segundo a presidente da organização não-governamental, Janaína Rios, vizinhos informaram que a cadela estava no cio e foi agredida porque a dona estava irritada com o barulho que o animal fazia.

"Além disso, a mulher estava incomodada com a quantidade de cachorros que se aglomerava na porta da casa dela por causa da cadela", disse Janaína.

Ainda conforme relataram os vizinhos, as agressões teriam acontecido na noite de sexta, 14, para sábado. "Recebemos a denúncia e, quando chegamos ao local, encontramos a cadela com escoriações no pescoço e hematomas na cabeça".

"O animal apresentava sangramento pela boca e pelos olhos e estava escondida no fundo do quintal", disse Janaína, ressaltando que a dona da casa não quis receber os voluntários.

Ainda segundo a presidente da ONG, moradores da localidade também informaram que a mulher já havia matado um cachorro a golpes de facão. "Isso foi os vizinhos que disseram, mas a gente não conseguiu comprovar. Se isso é verdade, a gente não sabe", disse.

A cadela agredida, conforme Janaína, tem entre dois e três anos de idade e é de raça indefinida. O animal, segundo a voluntária, está reagindo bem ao tratamento.

"A clínica em Abrantes foi o único lugar onde conseguimos internar a cadela. Foi difícil encontrar um lugar, porque internar custa muito caro. Agora, esperamos que ela sobreviva".

A ONG Célula Mãe prestou queixa na 13ª Delegacia Territorial (DT) de Cajazeiras, que está investigando o caso. A dona da cadela poderá responder criminalmente por abuso e maus tratos ao animal doméstico, cuja pena varia de três meses a um ano de prisão e multa, conforme o artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98. Em caso de morte do animal, a pena é aumentada em um terço.

Doações

A ONG Célula Mãe disponibiliza uma conta, no Banco do Brasil, para arrecadar doações para ajudar com os custos do internamento da cadela. Quem quiser ajudar pode depositar qualquer valor na agência bancária 2798-7, conta corrente 29494-2.

Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲