Blog Sou Ecológico - Curso a Distância de Educação Ambiental pelo SENAI - Parte Final

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

19 outubro 2012


A QUESTÃO ECONÔMICA E AS NORMAS ISO 14000

A sigla ISO significa Organização Internacional para Normalização (International Organization for Standardization ). Essa organização está localizada em Genebra, na Suíça, e foi fundada em 1947. Trata-se de uma referência à palavra grega ISO, que significa igualdade.

O propósito da ISO é desenvolver e promover normas e padrões mundiais que traduzam o consenso dos diferentes países do mundo de forma a facilitar o comércio internacional. A ISO tem 119 países membros. A série de normas ISO-14000 é fruto do trabalho do Comitê Técnico TC-207 da ISO.  O Brasil faz parte da ISO, como sócio fundador, através da ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas. A ISO é uma grande família que possui diversas normas como por exemplo: NBR ISO 14001, NBR ISO14004, NBR ISO 14010, NBR ISO 14011e a ISO 14001 (enfoque ambiental).

ISO 14001- Sistema de Gestão Ambiental

Esta norma fornece informações para a implantação de um Sistema de Gestão Ambiental a partir da identificação e priorização dos aspectos e impactos ambientais da empresa. É a única norma da série ISO 14000 que permite a empresa receber um certificado ambiental. O ciclo mostrado abaixo é o "Ciclo do PDCA", iniciais das palavras inglesas Plan (planejar), Do (fazer), Check, (checar, avaliar) Act (agir para a melhoria). O ciclo do PDCA é muito utilizado nos processos de implantação do Gerenciamento pela Qualidade Total - GQT.

Elaboração da ISO-14000

Com o apoio de diversos setores da economia brasileira, o GANA - Grupo de Apoio à Normalização Ambiental, criou em 1994, as principais atribuições no processo de elaboração das normas ISO-14000:

  • Acompanhar as discussões que ocorriam nas reuniões do TC-207;
  • Avaliar como as sugestões e opiniões levantadas nessas reuniões poderiam influenciar na competitividade dos produtos nacionais;
  • Propor alternativas que atendessem aos interesses do Brasil.

Com o desenvolvimento da maioria das normas da série ISO-14000, o GANA - Grupo de Apoio à Normalização Ambiental foi extinto e deu lugar ao Comitê Brasileiro CB-38. A presença brasileira na elaboração da ISO-14000 é muito importante. Essa participação tem colocado o Brasil numa posição respeitável perante o TC-207.

Referências Bibliográficas

  • ABREU, D. Hóspede que te quero verde - Casa da Qualidade Editora, Salvador, 2000.
  • ABREU, D. Os ilustre hóspedes verdes, Casa da Qualidade Editora, Salvador, 2001.
  • ABREU, D. Sem Ela, nada feito! - Educação Ambiental e a ISO-14001, Casa da Qualidade Editora, Salvador, 2000.
  • BOYDEN, S. V. The ecology of a city and its people. Australian National University Press, Camberra, 1981.
  • BRASIL. LEI No 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências.
  • CALLENBACH, E., CAPRA, F., GOLDMAN, L., LUTZ, R., MARBURG, S., Gerenciamento Ecológico. Editora Cultrix, São Paulo, 1993.
  • CAPRA, Fritjof. A Teia da Vida. Ed. Cultrix, 1996.
  • Carta do Cacique Seattle ao Presidente dos Estados Unidos (texto de domínio público distribuído pela ONU).
  • CETESB – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental. Disponível em: http://www.cetesb.sp.gov.br/Agua/rios/curiosidades.asp Acesso em: 08 mai 2008.
  • DIAS, G., F. Educação Ambiental – Princípios e Práticas. Editora Gaia. 6ª Ed. São Paulo, 2000.
  • ECO 92. http://pt.wikipedia.org/wiki/ECO-92.
  • Fundação Universidade Federal do Rio Grande; Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Prof. Dr. VELASCO, S. Lopez. Perfil da Lei de Política Nacional de Educação Ambiental; 2000. Disponível em: <http://www.remea.furg.br/mea/remea/vol2art3.html>. Acesso em: 08 mai 2008.
  • Greenpeace. http://www.greenpeace.org/brasil/
  • IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - http://www.ibama.gov.br/ecossistemas/home.htm
  • IDEC – Instituto de Defesa do Consumidor - www.idec.org.br
  • JACOBI, Pedro. Meio Ambiente e Educação para a Cidadania: O que Está em Jogo nas Grandes Cidades?, In: A Contribuição da educação Ambiental à Esperança de Pandora. 3ª Edição, Editora Rima. São Carlos/ SP: 2006.
  • MEDINA, Naná Minini. Breve histórico da educação ambiental. In PÁDUA, Suzana Machado & TABANEZ, Marlene Francisca (org). Educação ambiental caminhos trilhados no Brasil. Brasília, Instituto de Pesquisas Ecológicas, 1997.
  • MMA – Ministério do Meio Ambiente Disponível em: http://www.mma.gov.br/index.php?ido=conteudo.monta&idEstrutura=18. Acesso em: 08 mai 2008.
  • ODUM, Eugene P. Ecologia. Rio de Janeiro. Editora Guanabara 1985. 434 p.
  • PEDRINI, Alexandre de Gusmão. et al. Educação ambiental; reflexões e práticas contemporâneas. Petropólis, Editora Vozes,1997.
  • PNUD. A escassez de água cria nova injustiça: a exclusão hídrica. Disponível em: <http://www.pnud.org.br>. Acesso em: 08 mai 2008.
  • SENAI – DR BA. (Apostila Gestão e Tecnologia Ambiental). Lauro de Freitas: CETIND, 2005.
Nota de Franklin Oliveira

Meus amigos (as)! Hoje o Curso a Distância de Educação Ambiental pelo SENAI está chegando ao seu fim. Volto a lembrar que esse é um curso muito interessante, totalmente gratuito e que aborda diversos temas ambientais. No final do curso, você realiza uma avaliação e a depender do seu desempenho você ainda recebe um certificado contendo 14 horas, que pode ser utilizado inclusive para completar as suas horas complementares da faculdade. O curso tem uma carga horária de 14 horas, com prazo de até 30 dias para sua conclusão.

Para realizar este curso ou outros fornecidos pelo SENAI, basta acessar este link: http://www.senai.br/ead/transversais/, clicar em seu estado, realizar o cadastro e escolher o curso.

Espero que vocês que acompanharam as postagens tenham gostado dos assuntos. Não irei postar a avaliação, pois prefiro que todos realizem este curso até mesmo para obterem o certificado. Segue o modelo do meu certificado. 




Obrigado a todos que acompanharam e fiquem ligados porque em breve tem mais.
Qualquer dúvida fiquem a vontade para mim perguntar. Estou sempre disponível!
Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲