O Blog Sou Ecológico parabeniza todos os garis do mundo. Dia 16 de Maio - Dia do Gari.

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

16 maio 2012

(Os garis surgiram para limpar as sujeiras naturais. Exemplos: folhas das árvores, poeiras, pedras, etc.Os mal educados jogam as suas sujeiras no chão achando que os garis existem para servi-los.)

No Brasil, os garis são os profissionais da limpeza que recolhem o lixo das residências, indústrias e edifícios comerciais e residenciais, além de varrer ruas, praças e parques. Também capinam a grama, lavam e desinfetam vias públicas.

Apesar de imprescindíveis para a manutenção da limpeza das cidades, o gari quase sempre passa despercebido nas ruas. As pessoas costumam considerar o trabalhador braçal apenas como sombra na sociedade, seres invisíveis, sem nome. O gari enfrenta o drama da “invisibilidade pública”, ou seja, uma percepção humana totalmente prejudicada e condicionada à divisão social do trabalho, onde se enxerga somente a função e não a pessoa.

Em Portugal, eram conhecidos como "almeida", em homenagem a um cidadão com Almeida no nome, que foi diretor-geral da limpeza urbana da capital portuguesa. O nome gari também é uma homenagem a uma pessoa que se destacou na história da limpeza da Cidade do Rio de Janeiro - o francês Aleixo Gary.

O empresário Aleixo Gary assinou contrato, em 11 de outubro de 1876, com o Ministério Imperial para organizar o serviço de limpeza da cidade do Rio de Janeiro. O serviço incluía remoção de lixo das casas e praias e posterior transporte para a Ilha de Sapucaia, onde hoje fica o bairro Caju. Ele permaneceu no cargo até o vencimento do contrato, em1891. Em seu lugar, entrou o primo Luciano Gary. A empresa foi extinta um ano depois, sendo criada a Superintendência de Limpeza Pública e Particular da Cidade, cujos serviços deixavam a desejar. Em 1906, a superintendência tinha 1.084 animais, número insuficiente para carregar as 560 toneladas de lixo da cidade. Assim, da tração animal passou-se à tração mecânica, e depois ao uso do caminhão.

O GARI

O gari representa faxineiros e serventes... 
Em seu lugar, as máquinas não têm a eficiência. 
Se não feita pelo gari, a limpeza parece ausente.
O trabalho simples, requer ordem e paciência.

Repare no gari: - Parece um ser "imantado". 
Apesar do mérito de seu serviço, é mal remunerado.
Sendo irrisório o seu ganho, sobrevive mal alimentado. 
Mas com todas as dificuldades, o gari é educado...

É uma educação vinda de berço e da sua criação. 
Com pouco estudo, o gari se sujeita à humilhação! 
No Brasil, o salário mínimo é sinônimo de fome, 
Que não sustenta a família e nem a um só homem!

Mais que um mero político, o gari merece respeito, 
Para ele, ser honesto e trabalhar correto é normal. 
Numa sociedade, os que assim procedem são aceitos. 
Pena não haver ganho digno ao trabalhador braçal, 
E, com todos os problemas, o gari leva à alegria geral!!!

Autor: Manoel de Almeida  (Manal) 

Fonte: Velhos Amigos
Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲