Projeto de Jesse van Dijk: Cidade vertical construída dentro de um vulcão extinto.

中文   Français   Deutsch   Italiano   日本   English   Россию   Español

19 dezembro 2011


Resumo do Projeto

Este é um plano de uma cidade vertical no meio do oceano. Devido à escassez de terra seca, a cidade é construída verticalmente para otimizar o uso do espaço disponível. A cidade é construída dentro de uma cratera de um vulcão extinto. Pessoas da classe mais baixa vivem no fundo da cratera. Eles gostam de menos luz solar, sem vista para o mar e nenhuma terra plana, ao contrário dos ricos que vivem no topo da cratera. Jesse van Dijk, um artista conceito de Amsterdam, vê isso como um projeto de cidade ideal no mundo onde há pouca terra seca disponível.
Project Summary English

This is a plan of a vertical city in the middle of the ocean. Due to scarcity of dry land, the city is built vertically to optimize the use of available space. The city is built inside a crater of a dead volcano. People from the lower class live in the bottom of the crater. They enjoy less sunlight, no ocean view and no flat land, unlike the rich who live on top of the crater. Jesse van Dijk, a concept artist from Amsterdam, sees this as an optimal city design in the world where there is little dry land available.

Conheça o design do projeto de Jesse van Dijk:
Metrópole vertical à beira-mar.

Em dezembro de 2007, esbocei em torno de um único tema por um tempo, como um projeto paralelo pessoal. Tentei imaginar o que é uma enorme cidade-vertical-mar, se pareceria em um mundo onde terra seca é muito precioso. Esta cidade se situa em um pilar enorme em uma "cavidade" no mar, possivelmente, uma cratera de vulcão inativo. Assumi um nível de tecnologia de países da Europa Ocidental por volta do século XVII. Naturalmente, eu tive que tomar algumas liberdades enormes com as possibilidades reais mecânica destes constrangimentos, para fazer uma cidade em um buraco na obra do mar, para não mencionar uma cidade vertical.

Na medida em que eu desenvolvia a técnica, eu não estava interessado em criar imagens bonitas, mas eu queria apresentar uma abordagem mais ou menos sólida para o tema descrito acima.

Inicialmente eu fiz muitos esboços como os de cima. Minha idéia a princípio para esta cidade desceu para uma sociedade (um pouco) harmoniosa com enormes diferenças nos padrões de vida. Terreno plano, porque é tão caro, apenas os super-ricos podem dar ao luxo de viver no topo do pilar, onde o clima é agradável e sol-hours são abundantes.

À medida que se desce à cova, a luz solar diminui fazendo com que os preços das casas sejam mais baixos, razão pela qual os grupos mais pobres da sociedade vivem no fundo do poço. No entanto, as pessoas não são necessariamente infelizes no fundo, ainda há crianças brincando na água, etc. Embora não haja crime (e mais do mesmo nos bairros mais pobres / inferior) é um tempo de paz, não guerra.


O desenho abaixo, com base em um estudo de paisagem que fiz na máquina do Mundo, mostra as mansões em estilo colonial em cima do pilar à luz do sol. Várias habitações foram criadas na borda da cratera também.


Tentei imaginar o que toda a estrutura ficaria assim a partir do mar. No esboço abaixo eu também enchi as paredes da cratera com casas para ver se isso iria funcionar. Mais tarde abandonei essa idéia, porque eu queria concentrar toda a atividade sobre o pilar.


Em acima: dois tiros de dentro da cratera, a 100 metros de profundidade e 300 metros para baixo, respectivamente. A 100 metros de profundidade, ainda há luz solar direta razoavelmente frequentemente por causa do grande diâmetro da cratera.


A 300 metros, no entanto, as coisas ficam um pouco mais escuras, as pessoas têm que confiar em lightsources artificial (lâmpadas de óleo e tal) com mais frequência.


O fundo da cratera mostra muita luz solta de cima, crianças brincando nas praias, e uma quantidade enorme de estruturas nas paredes pilares como visto no seguinte esquema:


E, finalmente, eu fiz uma 'apresentação' do topo do pilar


Nota do Autor: Bastante interessante, achei incrível este projeto. Já pensou se a moda pega aqui no Brasil?

Fontes:

Texto traduzido pelo Google Tradutor e editado por Franklin Oliveira.
Texto do resumo: Buzzhunt
Texto original do projeto: Jessevandijk
Compartilhe:

Receba as notícias por e-mail!

Siga o Sou Eco nas redes sociais!

»Não deixe de ler:

Franklin Oliveira

Técnico em Meio Ambiente, Gestor Ambiental, Consultor Ambiental Autônomo, Auditor Interno de Sistema de Gestão Integrado nas normas ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, atua na elaboração, implementação e acompanhamento de projetos e programas ambientais voltados à sustentabilidade, educação ambiental, impactos ambientais, gestão de riscos ambientais e gerenciamento de resíduos sólidos.

E-mail Canal no You Tube

Sou Ecológico - Muito Mais Eco
▲